Central Engenharia - Mercado de Trabalho | Cursos e Salários

Social Icons

segunda-feira, 11 de março de 2013

Engenharia de Segurança do Trabalho |Mercado de Trabalho-Curso-Salário-Matérias

Como Assim? Engenharia de Segurança do Trabalho


O engenheiro de segurança do trabalho é responsável pela prevenção de riscos à saúde e à vida do trabalhador. Esse engenheiro tem a função de assegurar que o trabalhador não corra risco de acidentes em sua atividade profissional, no que diz respeito a danos físicos e psicológicos.
Segurança do Trabalho

Tem como objetivo administrar e fiscalizar a segurança no meio  industrial, organiza programas de prevenção de acidentes, elabora planos de prevenção de riscos ambientais, faz  inspeções e emite laudos técnicos. Esse profissional assessora empresas em assuntos relativos à segurança e higiene do trabalho, examinando instalações e os materiais e processos de fabricação utilizados pelo trabalhador.
Orienta a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes, denominada CIPA das companhias e dá instruções aos funcionários sobre o uso de equipamentos de proteção individual. Podendo ainda ministrar palestras, treinamentos e implementar programas de cunho ambiental.

Graduação em Engenharia de Segurança do Trabalho

A grade curricular do curso de engenharia de segurança do trabalho apresenta um portfólio variado de disciplinas. O aluno estuda muita física, química e matemática - matérias relacionadas à engenharia e à arquitetura, que dão conhecimento para os projetos de segurança e diagnósticos de riscos no trabalho.
Essa  grade abrange também filosofia, cidadania, antropologia e psicologia, fundamentais para que o estudante entenda os aspectos culturais e sociais relacionados à profissão. Além das disciplinas específicas, como, ergonomia, higiene do trabalho, primeiros socorros, toxicologia e uso correto de máquinas, equipamentos e ferramentas.

Possíveis especializações:

Engenharia de Segurança do Trabalho
O engenheiro de segurança do trabalho pode se especializar nas mais diversas áreas, como, por exemplo, segurança e saúde ocupacionais, controles ambientais, segurança em transportes, segurança de produtos, proteção do consumidor, entre outras.

Mercado de trabalho:

Dados do Ministério da Previdência mostram que o número de acidentes de trabalho no Brasil cresceu nos últimos anos. Para completar o cenário, a economia brasileira encontra-se em um momento de expansão, com produção industrial sólida em diversos setores.
Mais companhias produzindo mais significa mais trabalhadores em atividade – o que, em princípio, pode aumentar o número de acidentes. Qualquer tipo de empresa precisa do engenheiro de segurança no trabalho, especialmente aquelas que concentram maior risco à saúde dos funcionários.
Assim, companhias de áreas como siderurgia, mineração e metalurgia aquecem o mercado para esse profissional. O engenheiro encontra com facilidade emprego em empresas de médio e grande porte, que mantêm equipes para cuidar de assuntos relacionados à segurança. Como autônomo, pode prestar consultoria a empresas, elaborando laudos ergonômicos e avaliações de riscos físicos.
Fonte: Engenhariae

Nenhum comentário:

Postar um comentário